terça-feira, outubro 16, 2007

MATEMÁTICA PURA

Agência Estado - 15.10.2007

O atendente de pizzaria Jailton Pacheco, de 24 anos, foi morto por três punks em um terminal de ônibus no Centro de São Paulo.
Uma mulher e dois homens foram presos apontados como culpados da morte na madrugada deste domingo (14). O crime ocorreu após um desentendimento em um quiosque no terminal de ônibus Parque Dom Pedro II, na região central de São Paulo. O trio voltava de um show e parou para fazer um lanche. No local, tentaram comprar um pedaço de pizza - que é vendido por R$ 1,00 - com R$ 0,60. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), os funcionários se negaram a dar o desconto e foram atacados aos gritos de “aqui é punk”. Ainda de acordo com a SSP, a mulher envolvida começou a confusão, usando uma vassoura do quiosque para agredir um dos funcionários. Os demais reagiram e um dos punks teria retirado uma faca com 30 centímetros de lâmina do seu casaco e esfaqueado um deles. O atendente atingido no peito e no abdômen mas não resistiu aos ferimentos.
Após o crime, os dois homens abandonaram a faca e deixaram o terminal. A mulher foi detida por seguranças no local. Na delegacia, ela informou para a polícia o endereço do homem que é acusado de esfaquear o balconista. Os dois comparsas foram localizados, dormindo, em suas casas.
Pacheco deixa um filho de dois meses. “Por causa de R$ 0,40 tirar uma vida, a vida de um pai de família. Amanhã o que eu vou falar para meu filho, quando ele perguntar cadê meu pai?”, lamentou a mulher do atendente, Bruna Costa, de 19 anos, na saída do Instituto Médico-Legal.


Não. O rapaz não usava um Rolex. Não tem programa na televisão. Nunca deu entrevistas para a Folha de São Paulo. Nem apareceu nas Páginas Amarelas de revistas semanais. Também não era louro de olhos azuis. Sua esposa não saiu na Caras desta semana. Nem freqüenta cabeleireiros diariamente, após o café da manhã na beira da piscina. Também não faz drenagem linfática e ginástica regularmente. Seu filho nunca teve o rosto escondido dos paparazzi ensandecidos por uma imagem sua.
Enfim...Perdeu a vida e deixou um órfão inocente e uma jovem viúva. Uma família destroçada também. Multidões entristecidas, governadores envergonhados e presidente em silêncio... não. Ah... Misturei tudo. Isso aconteceria se o Huck morresse (segundo palavras dele mesmo..)
Talvez porque um Rolex importe mais, muito mais do que uma vida de R$ 0,40. Isso. Quarenta centavos.

26 comentários:

Fábio disse...

é por essas e outras que fiquei em "off". Um lindo dia pra vc..se for possível....

Lucas Parente disse...

Ah, minha cara Acantha,

Crise de valores não parece ser mais um termo apropriado para descrever a demência do mundo atual.

Como é banal a violência e a morte estampada em folhas de jornal ou telas de tv. Como é simples anunciar o fim brutal de uma vida humana. Causado por outro ser... humano!?

E pensar que algum tempo atrás eu podia rir de uma ficção apocalíptica como a do filme Mad Max.

Um mundo mergulhado na loucura, vivendo o colapso e se divertindo ao som da anti-música.

Se não há moral, tudo, absolutamente tudo é permitido.

Será que cada um é mesmo o diabo do seu próximo?

Que Deus nos proteja.

Abraços.

Jens disse...

Oi Florzinha.
Um homem é morto por 40 centavos. Um promotor embriagado mata três pessoas com o carro, recusa-se a fazer o teste do bafômetro ("sabe com quem tá falando?"). Um apresentador de tevê tem o seu Rolex roubado e descobre estarrecido que não mora na Suíça. Um escritor publica um artigo no jornal defendendendo o bandido. Um dentista mata, é preso e diz que tudo bem ("tenho curso superior, vou pra uma cela especial"). Um professor de educação física, bêbado e drogado, atropela e mata três no trânsito e o judiciário manda soltar. Um...
Chega! Até onde vai a marcha da insensatez?
Matar ou roubar é crime e deve ser punido pela justiça, seja o ladrão rico ou pobre, branco ou negro. Simples assim. Por que não funciona no Brasil? A nossa sociedade é imune ao vírus da civilização? Estamos condenados à bárbarie eterna?
Como Macunaíma, estou pensando em morar no infinito e virar constelação.
Um beijo desalentado.

ACANTHA disse...

Ah, FÁBIO... Que será de nós se a esperança não triunfar??

ACANTHA disse...

Bem, LUCAS... E não é que a realidade pode ser muito pior que qualquer ficção???

ACANTHA disse...

JENS?? Meu eterno complexo de Poliana não me permite acreditar que estejamos condenados à barbárie eterna.. "Eis o melhor e o pior de mim..."

Gustavo Chaves disse...

:(
(...)

Marcelo F. Carvalho disse...

Acantha, houve uma época em que Punk influenciava grupos de rock que resultaram em Paralamas, Capital, Legião... A música? Nada contra (gosto de um Clash), mas os ouvintes precisam (uma grande parcela) deixar a imbecilidade em casa. O mundo já é "punk" demais...
____________________
Abraço forte!

ACANTHA disse...

Também fico, GUSTAVO...

ACANTHA disse...

Ah, MARCELO... Se fosse simples assim...

adelaide amorim disse...

Se chorar resolvesse, a gente soltava, porque dá vontade.
Beijos, Acantha.

Flávio Voight disse...

Se chorar resolvesse, teria resolvido tudo depois de ler seu post.

Eduardo disse...

Eu até vi a cara da mulher punk. Coitada, podia ir fazer a cirurgia da Duas Caras para ver se melhorava um pouco... canhões matam. Esse não foi diferente.

ACANTHA disse...

Lamento ser portadora de ás notícias, ADELAIDE querida... Chorar não resolve mesmo!

ACANTHA disse...

Tenho outra notícia, FLÁVIO... Isso já é passado. O rapaz agora se chama "mais um" na estatística.

ACANTHA disse...

Mas não é que você conseguiu me fazer sorrir, EDUARDO? Agora explique o que é cirurgia da Duas Caras.

Eduardo disse...

É pegar a pessoa e cortar a cara a tal ponto que ela fica menos pior, se bem que no caso da meliante seria melhor virar do avesso...

Lado B disse...

absurdo = contra-senso, disparate, dislate, tolice, paradoxo

OdeioSopa® disse...

Ultimamente, neo-vizinha, a vida não tem tido valor nenhum pra muita gente. R$ 0,40 quase até parece absurdo.
Valeu pela visita, e gostei do teu canto também!
Visitemo-nos pois!!!!

Acantha disse...

Tudo isso, mais uma nota num blog qualquer, "B" querida...

Acantha disse...

E não é verdade, vizinho? Venha sempre, afinal, é perto, O.S. (OdeioSopa)...

Acantha disse...

EDUARDO??? Jogos Mortais??

Manoel Carlos disse...

Uns são notícia, outros não passam de dados estatísticos.
O valor, irrisório, não é o fundamental, mas a atitude em si, dos desumanos que conseguiam dormir depois do que fizeram.

Ane Brasil disse...

E sabe o que me puteia mais ainda?
amanhã, tudo já foi esquecido!
E sabe o que me desespera mais ainda?
É não conseguir vislumbrar nenhuma esperança no front.
sorte e saúde pra todos! - menos pro cabra que matou por 4 cents!

ACANTHA disse...

Quem faz o que eles fizeram não tem consciência, MANOEL CARLOS, querido. Melhor mesmo que durmam.. Talvez se evite algumas outras desgraças...

ACANTHA disse...

Ele precisa de sorte e saúde mais que todos nós, ANE. Acredite..