quarta-feira, janeiro 03, 2007

Tutti buona gente

03/01/2007
Chefe do PCC casa com estudante de direito em Presidente Bernardes

da Folha Online
O chefe da organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), Marcos Willians Herbas Camacho, 38, o Marcola, casou na manhã desta quarta-feira com a estudante de direito Cynthia Giglioli da Silva, 30.
Em 2005, ela foi presa suspeita de receber uma mesada de R$ 15 mil do caixa da facção.
No total, ela teria recebido R$ 90 mil.
Na época, a noiva foi acusada com base em investigações da Polícia Civil de São Paulo sobre o suposto tesoureiro da facção, Deivid Surur, 23, o DVD.
Para o advogado dela, Vitor Fachinetti, Cynthia nunca recebeu dinheiro de "grupo nenhum".
O casamento aconteceu às 11h, no parlatório da penitenciária de Presidente Bernardes (589 km a oeste de São Paulo), considerada a mais segura do país.
No parlatório, o preso que está sob o RDD (Regime Disciplinar Diferenciado), que é o caso de Marcola, permanece separado das pessoas com quem conversa, por um vidro.
(Os noivos despedem-se na carceragem..)

8 comentários:

Eduardo disse...

E não puseram latinhas atrás do camburão?

Marisinha disse...

O amor não é lindo?
Como diz o Jens: Dura lex, sed lex, no cabelo só gumex.
Um beijo.
(Psiu: já estávamos com saudades).
Um abraço.

Flávio disse...

Esses adevogado são capazes de tudo!

Acantha disse...

Fui convidada para a festa não, EDUARDO...

Acantha disse...

Ai Dona MARISINHA.... O amor é lindo e a caravana passa (!???) Mas meio que ainda não voltei. Vestibulares, sabe como é? Beijão prá senhora e pro querido JENS!!!

Acantha disse...

Ô preconceito, FLÁVIO!!! Eu conheço dois advogados muito boa gente, viu????

Manoel Carlos disse...

Não entendo este fascínio que estas jovens sentem pela vida bandida, mas talvez a canção popular tenha razão ao afirmar que "o coração tem razões que a própria razão desconhece".

Acantha disse...

Penso que, diferentemente, elas não suportam a vida "normal" e rotineira, querido MANOEL CARLOS....