segunda-feira, dezembro 17, 2007

SOBRE ELA

E não é que caiu a CPMF???
Preciso correr agora e avisar àquelas centenas de pessoas - todas com algo em comum - a doença - que ficam nas filas do SUS, debaixo de sol e chuva, esperando uma consulta para quem sabe algum dia, que não existe mais a moleza de consultórios luxuosos, com ar-condicionado, água gelada, recepcionistas de classe e professores-doutores, os papas da medicina, atendendo no horário: acabou o imposto que lhes garantia tudo isso, ô dó...

E, agora sim, aquele tal de Antonio Ermírio, sabem quem? Um multimilionário que emprega milhares de pessoas, tem um hospital de primeira linha que atende mais de 60% dos pacientes pelo SUS, mas está construindo outro, com recursos próprios, um homem ganhador de prêmios e mais prêmios, nacionais e internacionais, que trabalha exaustivamente também aos sábados, e muitas vezes aos domingos... agora sim!! Que farra!Ele vai poder sonegar quanto quiser, já que precisa tanto disso...

E eu, que cumpro meus deveres de cidadã e já pago os inúmeros, abusivos e extorsivos impostos que me cobram, na contramão da história, estou muito, muito feliz por deixar de pagar MAIS UM...

14 comentários:

Eduardo disse...

Ishi, tem gente que nem olha mais qual imposto está pagando. Só paga e pronto! Daí da para ter uma idéia de quantos são...

Marcelo F. Carvalho disse...

CPMF foi criado para a saúde. Nunca foi destinado, na prática, à ela. Acho que algum outro deveria cair para a CPMF existir (pois é o imposto mais difícil de sonegar do mundo), mas uma medida provisória que dura esse tempo todo e nos estupra e ilude... mais um imposto. Quer saber. Concordo contigo. Não gostava dele na época FHC, não gosto dele agora.
____________________________
Contudo, é uma vergonha os senadores votarem contra pelos motivos apresentados (e foram apresentados motivos?). Vingança? Revide? Acantha, isto não pode ser política... Não a que queremos...
_________________________
Abraço forte!

Anônimo disse...

Parabéns pela coragem.
Comentário consciente de quem trabalha , diferente da grande maioria que leio por aí, a qual associo a desocupados de plantão .
Paixão partidária virou assunto de improdutivos e frustrados ,que não conseguem embasar uma só frase com sentido e lucidez, apenas críticas vazias, infantis ou ironias de gosto duvidoso.
Abraço.

Halem Souza (Quelemém) disse...

Acantha, você chegou a ver uma charge muito boa do Angeli, na qual um senador, acabada a "batalha"(?) da CPMF, vira-se para os colegas e pergunta: "E agora, do que vamos brincar?"

É a miséria da política...

acantha disse...

Infelizmente, não temos idéia não, EDUARDO. Vamos nessa roda viva e só!

acantha disse...

Não sonhe muito com a política que queremos, MARCELO.. E CPMF era contribuição PROVISÓRIA...

acantha disse...

Porém, ANÔNIMO (revele-se!!), não podemos deixar de fazer o mea- culpa pelas infelizes escolhas que fizemos, fazemos e, certamente, continuaremos a fazer, ao exercermos o direito de voto...

acantha disse...

Vi a charge sim, HALEM!
Agora? Que tal brincar de seriedade e honra???

adelaide amorim disse...

Há sempre bonitas desculpas e explicações para dar à mídia e enganar todo mundo. Os impostos que já existiam são mais que suficientes - a não ser que não haja seriedade nas alocações, que haja corrupção e roubo...

Anônimo disse...

FELIZ NATAL!

acantha disse...

Isso é tudo, ADELAIDE...
Seriedade? Quem dera...

acantha disse...

Para você também, ANÔNIMO...

Gustavo Chaves disse...

Olha a ironia rapaj, pode fazer mal a alguem
hahaha
ótimo texto

acantha disse...

Tomara que faça, GUSTAVO...