quinta-feira, dezembro 06, 2007

SÓ PARA CONSTAR

1) - Pelé, compungido, se solidariza com os corintianos, rebaixados por merecimento.
Matéria da mais absoluta desimportância, apresentada com ênfase no telejornal. (Para quem não se lembra, Pelé, o que renegou a filha que teve com uma empregada e sequer apareceu no velório, quando a moça morreu, é tido como o maior jogador de futebol do mundo..)

2) - Jovem presa no Pará: De acordo com o depoimento dos presos, a corregedora afirmou que apenas um abusou sexualmente da menina. "Os demais [atos sexuais] foram por livre e espontânea vontade da própria adolescente. Ela se deitava na rede dos presos novatos e mantinha relações com eles. Os 17 presos que estiveram na delegacia dizem a mesma coisa." (Folha Online)
Agora que está bem explicado, vale comentar: A CULPA É DA VÍTIMA, MENOR DE IDADE E COM PROBLEMAS MENTAIS, CERTO?!!!

3) - Em 1965, o marechal Castello Branco leu no jornal que um de seus irmãos, funcionário da Receita Federal, ganhara em cerimônia pública um automóvel Aero Willys. Era o agradecimento de sua classe pela ajuda que dera na elaboração de uma lei que organizava a carreira.
Paulo Castello Branco, filho do presidente, costumava contar que o marechal telefonou para o irmão, dizendo-lhe que deveria devolver o carro.
Ele argumentou que se cada fiscal da Receita tivesse presenteado-o com uma gravata, o valor seria muito maior.
Castello interrompeu-o: "Você não entendeu. Afastado do cargo você já está. Estamos decidindo agora se você vai preso ou não.
Bons tempos aqueles...

12 comentários:

Eduardo disse...

E eles perguntaram à menina o que ela achava? E o Pelé, é mesmo necessária a solidariedade dele?

Marcelo F. Carvalho disse...

Acantha, isto é que me deixa preocupado e com medo: se um ditador tem mais senso de escrúpulos do que a patota democrática... O que será do país num futuro não muito distante?
____________________
Acantha, a culpa é sempre do mordomo, não sabia?
___________________
òtimo post.
Abraço forte!

Vais disse...

Olá Acantha,
este nosso Brasil tá cheio de vexames, isso tá pior que ressaca, depois de uma noite malograda na esbórnia.
E sobre o marechal, vá lá que esses marechais e generais tinham lá seus rompantes de honestidade, mas a ditacujadura que eles promoveram...
Abraço

adelaide amorim disse...

Pois é, Acantha. Cada notícia dessas tem o efeito de um dente com nervo exposto. Com a diferença de que não há dentista que dê jeito.
Beijo beijo, querida.

Flávio Voight disse...

É, ótimos tempos aqueles da ditadura militar...

acantha disse...

Não é interessante saber a opinião das vítimas, EDUARDO...

acantha disse...

Claro... o mordomo, MARCELO..
E, patota democrática? Onde, onde??

Acantha disse...

Verdade, VAIS. Época de horrores. O que não me impede de reconhecer o que de bom foi feito. Dizem até que a democracia no Brasil começou por um general. Ou marechal. Não sei bem. Em termos de patente, só conheço brigadeiros. De festa.

acantha disse...

Dentistas, muito utilizados na fase da ditadura, também, ADELAIDE querida.. Mas um ou outro rasgo de honestidade aparece, às vezes...

acantha disse...

Mesmo, FLÁVIO.
Conveniente também, num amplo gesto democrático, não destacar o que de bom tenha sido feito naqueles tempos.

Fábio disse...

Em resumo e parafraseando os anos de chumbo: "Ninguém segura esse país" (já foi pro buraco mesmo...)

acantha disse...

Essa é do acervo do país que vai prá frente, FÁBIO??