sexta-feira, dezembro 07, 2007

REGISTRANDO

Antes que me crucifiquem mais: não.
NÃO FUI, NÃO SOU E NÃO SEREI FAVORÁVEL À DITADURA.
Nem por isso deixarei de admirar a atitude de Castello Branco, com certeza muitíssimo mais democrática do que muitas, muitas que nos são oferecidas diariamente pela atual demoniocra, digo, democracia.
Mas pensei que isso era óbvio.

6 comentários:

Marcelo F. Carvalho disse...

Acantha, a atitude dele foi realmente louvável. Foi um escroque, mas quem disse que eles também não possuem um momento de lucidez? É isso que me deixa com medo. Quando os que lutaram e sobreviveram à ditadura, sobem ao poder e cagam no prato que nem sequer comeram, a mente do povo dá um nó amargurado. E isso é perigoso. Daqui a pouco, muitos não verão diferença entre uma democracia de merda (que é o que temos) e uma ditadura com alguma lucidez, e aí...
____________________________
Sua postagem foi clara, Acantha, as palavras escritas é que nunca possibilitarão um entendimento perfeito. Nossos gestos sempre estarão à frente disso.
________________________
Abraço forte!
___________________________
_____________________________

___________________

acantha disse...

Ah, MARCELO, MARCELO... Não consigo nominar o regime em que vivemos, meu querido. E menos ainda, consigo entender "o povo"...

Fábio disse...

Viva a República da Banana (ou dos bananas)!

acantha disse...

Eis-nos aqui, FÁBIO...

Anônimo disse...

Qundo conto aquele fato, com Giesel, na Alemanha, quando ele corrigiu uma tradução e pedirm que ele falasse em Alemão e ele se recusou dizendo que, na condição de Presidente do Brasil, só podia falar em Português, as pessoas confundem. FHC, um bobão, ficava falando portunhol.
Manoel Carlos

acantha disse...

Lembro do caso, MANOEL CARLOS. Mas há pessoas que precisam APARECER. Não lhe basta ser..