quinta-feira, abril 26, 2007

HÁ UM TEMPO DE NASCER...

Aproveitando as discussões tão atuais sobre o aborto, encontrei esta gracinha na net...

Perguntaram para um pastor, para um padre e para um rabino quando a vida começa.
O padre imediatamente disse: "No instante da concepção".
O pastor, coçou a cabeça e respondeu: "No momento em que se nasce".
O rabino então virou-se e falou: "A vida começa quando os filhos saem de casa e o cachorro morre..."

12 comentários:

FÁBIO disse...

Outra questão para se filosofar:
Existe vida após o casamento?

Jens disse...

Complementando a questão levantada pelo Fábio:
Existe vida inteligente após o casamento?

Manoel Carlos disse...

Parece que certos pregadores vivem da crença em Deus, por acreditarem no Diabo.

sandra camurça disse...

Bem, vida existe desde a concepção. Mas enquanto na barriga da mulher acho que quem decide ter ou não um filho é a própria mulher. Sou a favor da legalização do aborto, sim.

Beijos.

Jens disse...

Oi amiga, tudo bem?
Já estou melhorzinha - acho que vou reatar com meu ex.
***
Sou a favor da legalização do aborto. Não admito que um camarada que se recusa a usar camisinha ou fazer vasetomia venha decidir se a companheira deve ou não dar continuidade à gestação (aliás, muitos dos galantes rapazes dão as de Vila Diogo - ai, como sou antiga, influência do chefinho - assim que a criança nasce. Porque só a mulher tem a obrigação de tomar medidas preventivas contra a gravidez? Comigo não, violão.
Acho que cabe a mulher decidir e ao homem decente apoiar a decisão da parceira.
Beijocas esperançosas.

Marisinha disse...

PS: não é o Jens. Sou eu, Marisinha. É que o nome dele apareceu automaticamente e eu esqueci de alterar. Ele vai ficar uma fera comigo (hihihi....). Sorry.

Acantha disse...

Obrigada a vocês dois, FÁBIO e JENS, por me fazerem perder as esperanças de que o príncipe encantado montado num cavalo branco e com a primeira prestação do castelo paga, toque a campainha... Grrrrrr

Acantha disse...

Sempre apropriadas suas considerações, querido MANOEL CARLOS.

Acantha disse...

Olha, SANDRA... Assunto complexo, discorreria por horas. Acho que falta mesmo orientação para que se EVITE a gravidez, sem que seja necessário recorrer a métodos agressivos para com a gestante.. Mas, já que a realidade é essa - algumas mulheres abortam, também não entendo por que não se legaliza o procedimento.

Acantha disse...

É bem assim, DONA MARISINHA querida... São necessários dois para gerar um bebê, né não??? Que os dois assumam a responsabilidade...

Eduardo disse...

E sair da mãe não é sair de casa?

Acantha disse...

Eis que é, EDUARDO. Eis que é...